quarta-feira, 27 de abril de 2016

Matilde: A nossa história!

Durante 9 meses, pouco partilhei esta gravidez, mesmo entre amigos e família foi vivida de forma discreta, apesar do enorme desejo, a preocupação foi sempre maior. A gravidez foi de risco? Não, nada... nem por um segundo... se a do Manel foi santa, esta não tem explicação, mas na minha cabeça foi de risco durante os 9 meses! 

Gostava muito de ter partilhado também com vocês que me lêm e me seguem esta novidade, preparei alguns post com roupinhas, outros com desenhos do Manel com a mãe com a mana na barriga, as conversas deliciosas que tivemos os dois à conta da Matilde, podem imaginar os comentários do Manel! Mas nunca saíram da caixa.

A nossa história nos últimos  2 anos, foi dura, perdemos 2 bebés, abortos retidos, perdidos de forma silenciosa, sem qualquer suspeita, nem motivo ... foi difícil, foi doloroso, houve momentos em que perdemos a esperança, outros em que acreditávamos que havíamos de conseguir. Quando olhámos para mais um teste positivo o sentimento foi... e agora? O medo foi sem dúvida o sentimento predominante com uma mistura de "não sejas parva, vai correr tudo bem"...

A primeiro eco só ajudou a reforçar os sentimentos, nada de embrião, possibilidade de SAF, prognóstico reservado com nova avaliação em 7 dias! Na minha cabeça já não havia esperança, nada, nem uma restia, havia quase que como uma confirmação que o Mané seria filho único e que no meu coração ia ficar um vazio ocupado por 3 corações para sempre...

Passados 7 dias... a angústia que sentia no peito era do tamanho do mundo... Não, era muito maior que o mundo...mas em breves segundos consegui vê-la, ouvi-la e saber que estava lá! Daí para a frente, e por mais que tentasse, a gravidez não foi igual á do Manel, não foi vivida em pleno, foi vivida em estado de alerta... estava descansada quando ia fazer as ecos, era a semana que comprava roupas e coisinhas para ela. Até nova eco o aperto crescia... raios...parecia uma montanha russa.

Só nas últimas semanas é que o meu coração começou a descansar, sentia-a a mexer-se todos os dias, as consultas regulares para ouvir o coração deixaram-me gozar quase em pleno este final. Quase... porque parei de tomar aspirina ás 35 semanas e achava que podia acontecer alguma coisa agora no fim!!

God... só queria que ela nascesse, havia momentos em que sentia que o meu corpo podia ser perigoso para ela... vejam só as parvoíces que nos passam pela cabeça!!!

No dia em que ela nasceu, a caminho da sala de partos, revivi a última vez que, por motivos menos felizes tinha passado ali e chorei, chorei tanto que a médica pensava que era de dor (por acaso também, a epidural fez janela, e sentia tudo do lado direito)... mas a emoção foi tão grande e a vontade de vê-la também que em literalmente 8 minutos estava nos meus braços, finalmente o pedacinho que nos faltava para estarmos verdadeiramente felizes!!!

Ser mãe é sem dúvida a maior benção que uma mulher pode ter, é um amor que não tem explicação é a dobrar então, é bom demais! 

P.s. É possível que, por causa das hormonas pós parto os post estejam a cair para o lamechas! 

                       
                                ❤❤❤
❤❤❤
❤❤❤

6 comentários:

  1. É linda! Muitos parabéns! Também tive 2 abortos antes de ter a I. mas no nosso caso será mesmo filha única, porque só foi com FIV após 3 anos de tratamentos. Já tive o meu milagre, não acredito noutro, com muita pena. Um beijo e muita saúde para a pequena Matilde!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Filipa, sigo o teu blog e espero que sejas muito feliz com o teu grande milagre, que por sinal, está um giraço.😊... um beijinho e obrigada!

      Eliminar
  2. É linda! Muitos parabéns! Também tive 2 abortos antes de ter a I. mas no nosso caso será mesmo filha única, porque só foi com FIV após 3 anos de tratamentos. Já tive o meu milagre, não acredito noutro, com muita pena. Um beijo e muita saúde para a pequena Matilde!

    ResponderEliminar
  3. Que maravilha! São lindos!

    Sabes, eu tive 4 abortos antes de ter a minha 2ª filha ( tenho 4) e a gravidez dela também foi um sufoco...compreendo-te perfeitamente.

    Beijinho doce!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só agora vi a tua mensagem... muito obrigada e muitas felicidades para a grande família ❤

      Eliminar
    2. Só agora vi a tua mensagem... muito obrigada e muitas felicidades para a grande família ❤

      Eliminar

O que dizem outras Moms...