domingo, 22 de dezembro de 2013

This Last Week Moms Cooking: O penúltimo menu do ano!

Cá vai um dos últimos menus do ano, este ano termina um pouco menos inspirado mas com a certeza que 2014 será em grande para todos! 

Dia 24 está à porta, deixo algumas sugestões para os miúdos mais pequenos que nao comem bacalhau...eheheh! 

A nossa ceia é tradicional, bacalhau e peru na véspera...e a vossa? 


Bom apetite! 

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Baba camelo, baba!

Normalmente os miúdos gostam de mouse de chocolate e ela é a rainha da festa...no entanto há Littles que não gostam assim tanto de chocolate! 

Para eles deixo a sugestão da mouse mais fácil de fazer, conhecida como baba de camelo! 

Para as mães tenho uma pergunta, os vossos filhos quando começam a ir ao penico também adoram ir exactamente 2 minutos depois de vocês se sentarem à mesa?!?! 




Receita:

6 ovos ( podem colocar 7)
1 lata de leite condensado ( não cozido)
1/2 Limão

Retirar o papel da lata. Colocar a lata numa panela de pressão e cobrir totalmente a lata com água. Colocar a metade do limao para a panela não escurecer. Depois do primeiro apito, contar 1 hora em lume baixo. Retirar da panela e deixar arrefecer antes de abrir. Se quiserem podem deixar cozido de véspera.  É importante é caramelizarem em casa em vez de comprarem já cozido, influencia bastante a textura final e fica mais queimadinho.

Numa taça bater bem as claras em castelo. Colocar as gemas na taça de servir. Juntar o leite condensado já cozido ás gemas e misturar com a batedeira até obter uma textura fofa. 

Adicionar as claras aos pouco e envolver com uma espátula tipo salazar, sempre na mesma direcção e mais junto ás paredes da taça, envolver levemente para o ar não sair. Colocar no frigorifico e servir fresco.

Bom apetite! 





quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Home sweet home!

Um dia despeço-me e dedico-me à culinária...(espero que o chefe  não siga o blog)! Adorava passar o dia a fazer coisas bonitas como esta casinha. 

As meninas littles devem adorar ver uma casinha destas na mesa...não parece ser impossível de fazer! Quem sabe fazer casinhas gengibre? Daquelas à séria!!


Bom apetite!

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

Quando a torta dá para o torto!!!

Pai em casa, chocolate na mesa...

O Mané reconheceu de imediato o papá no aeroporto, deu-lhe um valente abraço e lá fomos nós comer bolo de chocolate. O M. adorou claro...acho que o puto está a ficar viciado em chocolate. Os vossos também ficam em sentido quando lhes cheira a chocolate?

Eu vou deixar a receita original, a minha torta deu para o torto e então quando se partiu, resolvi parti-la em 3 e fiz um bolo de três andares...bem coberto ninguém nota....ihihihih!! A vossa vai correr bem, tenho a certeza ;) 





Para a torta:

6 ovos
200g de açúcar
200g de farinha
2 colheres de chá de fermento em pó
1 pitada de sal

Para o Recheio:

1/2 embalagem de frutos vermelhos congelados
200 gr de chocolate de culinária 
200 ml de natas

50 ml de leite meio gordo

Pré-aquecer o forno a 180.ºC. Colocar a borboleta no copo. Juntar os ovos com o açúcar e programar 2 min., 37.ºC, vel.3.

Programar mais 2 min., vel. 3, mas sem temperatura, para ficar um creme fofo.

Incorporar a farinha, o fermento e o sal e envolver durante 15 seg., na vel.3. Colocar a massa no tabuleiro do forno, forrado com papel vegetal ligeiramente untado com margarina. Espalhar a massa de forma a cobrir todo o tabuleiro. 

Levar ao forno cerca de 15 minutos. 

Para o recheio 
Descongelar os frutos e reservar
Numa tigela partir o chocolate aos cubos e deitar as natas. Levar ao microondas 2 minutos e meio.

Mexer muito bem até ficar uma mistura homogénea , se preferirem podem deitar mais um pouco de leite para ficar menos forte.

Retirar do forno e desenformar para cima de um pano polvilhado com açúcar. Retirar o papel vegetal com cuidado e cobrir com o recheio de chocolate e deitar por cima os frutos vermelhos. Enrolar com a ajuda do pano e deixar arrefecer. Com o chocolate que sobrar cobrir a torta e enfeitar com frutos vermelhos e amêndoas laminadas.

Bom apetite!

domingo, 15 de dezembro de 2013

This Week Moms Cooking: Vamos aumentar a natalidade!

Existem muitas mulheres que sentem o chamamento da maternidade e querem muito ser mães... mas há sempre um motivo que as impede de avançar. Ora por isto, ora por aquilo e encontram sempre uma razão bastante válida para continuar a adiar.  Hoje em nome da maternidade escrevo esta carta a todas estas mulheres.

. Para quem quer muito ser mãe e anda a engonhar, começo por dizer isto...(e muito mais havia por dizer)

. A tua cabeça talvez não sinta, mas o teu corpo sentirá os anos passarem.

. Se esperas o momento certo, nunca vais encontrá-lo. 

. Nunca, em momento algum a tua carreira  será  100% compatível com a maternidade. 

. Podes continuar a viajar mesmo depois da maternidade, os países vão continuar no mesmo lugar e deixam entrar crianças.

. Os dias ganham vida, e a vida também.

. O corpo mais cedo ou mais tarde vai descair, ao menos que descaia por amor. 

. A gravidez são só nove meses numa vida inteira, e vai haver um momento em que vais ter saudades de te sentires baleia! 

. A epidural funciona e eles dão reforço! 

. Todos os dias sem excepção vais ter um motivo para sorrir e para te sentires orgulhosa.

. Não te preocupes com as idas ao cinema, tens videoclube em casa.

. Podes ter a certeza que a tua vida vai mudar, para sempre e para melhor. 

E se já sabes isto tudo, espera até sentires!!! 

.... É mais fácil lutar para mudar o que queremos depois de ter filhos, do que esperar que as coisas aconteçam para depois tê-los. Ser mãe dá-te super poderes...

Agora vão lá contribuir para o aumento da natalidade em Portugal! 

Para as mamãs deixo as sugestões semanais...


Bom apetite!

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

O que é ito?

Por aqui a tradição manda que a filha mais nova...ou seja, eu...fique com a responsabilidade do bolo de bolacha e da baba de camelo no Natal.  Serão essas as próximas receitas. E vocês ficam encarregues de que doçaria? 

Hoje em vez de receitas trago notícias e actualizações do nosso borracho .... Tcha, tcha, tcha....tachan....já faz os seus cocós no penico! Viva...

Comentários do xoné depois da sua primeira ida ao penico...olhou para o resultado final, apontou e perguntou... "O que é ito?" 


Este post esta impróprio para consumo, ora se fala de doces ou de cocós...mas ser Mom é assim...concordam? 

Ando a preparar um post com actividades radicais só para mães...temos direito!! O que acham? 

Este domingo retomo os menus, mas sempre com um cheirinho a Natal! ( ou a outras coisas...eheheh!)

Bom apetite! 

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Deixa-te ficar só mais um bocadinho, para saberes como te amo!

Gostava de recomeçar desta pausa com notícias boas...mas infelizmente a vida às vezes dá-nos encontrões. Sou por natureza uma pessoa que aceita com serenidade as coisas que a vida nos dá, e nos tira.  O meu coração ficou partido em mil pedacinhos, em que por mais que os tente juntar, há um que vai faltar para sempre e no seu lugar ficará um vazio...

Vou começar por responder a uma questão que irão certamente colocar.   Eu própria pensei muito antes de publicar este post. Porquê falar sobre este tema, se é tão pessoal, tão intimo, tão triste e tão recente? 

A resposta é uma só, ajudou-me ler testemunhos e partilhas de milhares de mães que viveram a dolorosa experiência de perder um bebé. Quero partilhar também. Sei que, infelizmente, há alguém que me vai ler e se vai sentir menos sozinha, mais compreendida e aceitar a decisão natureza com mais naturalidade. 

Íamos ser quatro...apesar dos medos de passar uma gravidez sozinha com o pequeno de 2 anos e o marido fora, a certeza que tudo correria bem estava instalada.  As roupas de pré-mamã já tinham saído do armário, as calças que orgulhosamente já tinham deixado de apertar estavam arrumadas! Sim, o orgulho que sentimos em ser mães, enche-nos! 

Já tínhamos ouvido o bater do coração ás 6 semanas, aquele som mágico, que rapidamente nos transportou para as primeiras férias em família a 4, a gestão de dois borrachos e as aventuras e peripécias típicas da maternidade. Estávamos verdadeiramente felizes, de coração cheio!

E em breves segundos tudo mudou. Na eco das 12 semanas foi tudo tão rápido. Olhei para o ecrã e vi um vazio, senti o vazio que há segundos atrás estava cheio de amor, de certezas, de planos, de vida...a ausência daquele bater do coração tão pequenino que nos enche nestes dias em que vamos ver o nosso bebé...mas não havia bater...o coração do bebé parou e o meu também... O meu mundo começou a girar à procura de voltar ao antes, mas não há antes, há um vazio, um desgosto, uma desilusão, incertezas e a certeza que estamos incompletas! 

A vida parece que fica interrompida, que ficamos num hiato de tempo, entre estar grávida e não estar. O corpo anda para trás e a cabeça não acompanha. A vida na prática não muda, quando na nossa cabeça tudo mudou. Um sentimento de que algo sem sentido está a acontecer com o nosso corpo. O bebé está lá, mas já não existe. Porque não houve um único sinal que nos preocupasse, o choque é seguido de um silêncio, uma apatia...que explode em lágrimas quando temos de dizer em voz alta "o coração do meu bebé parou"! 

A despedida é o pior, é o que dói mais...Fisicamente já não dói, mas dentro da nossa cabeça é arrasador! 

Encaro o que aconteceu como uma etapa. Acredito, apesar de com algum medo, que para a próxima correrá tudo bem...preferia não ter passado por esta prova mas assumo-a como parte de ser mulher...e acima de tudo mãe! 

Agora, toca a andar para a frente e começar a pensar na ceia de Natal dos nossos Littles. Chama-se a isto viver!